Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

!i!i Francisco Fiúza o Blog i!i!

Um blog sobre... o que me vai na alma, ou então não!!

Opinião: contratos do séc. XXI

Francisco Fiúza, 03.04.19

Estava eu no meu trabalhinho entregando a correspondência às pessoas quando o meu telemóvel toca, era um numero que não estava na minha lista, quem seria? A senhora apresentou-se a dizer que era por parte de uma empresa do mercado liberalizado de electricidade, a propor que aderisse ao plano deles que ofereciam o valor igual todos os meses e ainda me ofereciam um mês de luz. Ao que eu disse que não estava interessado, e o contrato não estava em meu nome. assim, que eu disse que não era o titular, queriam que eu desse o numero do telefone deste para tentar captar cliente, pois claro, eu neguei. Então voltou outra vez o foco na minha pessoa a dizer que só mudava o dono do contrato porque quem daria a energia seria a edp comercial, e nem precisaria mudar o contador.

Pensamento meu:

O meu vizinho tem um borrego que o quer vender-me por 50 euros, mas o outro meu vizinho consegue vender o borrego do primeiro vizinho por 25 euros.

Como é isto possível, mesmo a edp sendo distribuidor das outras empresas do mercado, as outras conseguem preços melhores que a edp.

O preço da edp transparece o preço da produção + rede de distribuição, e o lucro da empresa sendo maior ou menor consoaste seja distribuidor final ou intermédio, mesmo assim as outras empresas conseguem um valor mais pequeno para o consumidor final que a empresa que os fornece...